segunda-feira, 20 de dezembro de 2010

VIDA COM DEUS III



COISAS CRIADAS

 “Porque os atributos invisíveis de Deus, assim o seu eterno poder, como também a sua própria divindade, claramente se reconhecem, desde o princípio do mundo, sendo percebidos por meio das coisas que foram criadas. Tais homens são, por isso, indesculpáveis” (Romanos 1:20 RA).

          Viu Deus que era bom as coisas (o universo, os reinos: mineral, vegetal, animal e humano) que Ele criou. Conquistar um BOM de Deus é extraordinariamente excelente. E tudo que têm esse nível de excelência merece ser apreciado.
          O homem pós-moderno, que vive o ativismo exacerbado, precisa ser mais contemplativo. A exemplo do salmista, o varão precisa parar e admirar a criação de Deus com mais freqüência:“Os céus proclamam a glória de Deus, e o firmamento anuncia as obras das suas mãos. Um dia discursa a outro dia, e uma noite revela conhecimento a outra noite. Não há linguagem, nem há palavras, e deles não se ouve nenhum som; no entanto, por toda a terra se faz ouvir a sua voz, e as suas palavras, até aos confins do mundo. Aí, pôs uma tenda para o sol” (19:1-4 RA).
          Um menino certa vez estava aprendendo a tabuada de multiplicação quando, de repente, parou, fitou os olhos em sua mãe e perguntou-lhe: Então, minha mãe, é verdade que Deus fez o mundo? Fez sim, meu bem, respondeu a mãe. E as árvores nas florestas e os pássaros no céu e os bichinhos no campo? Sim, querido. O menino ficou quieto por um momento, meditando nesta grande verda de, e indagou novamente: Mas de onde Deus fez tudo, mamãe? E a boa mãe respondeu: Ele o fez do seu imenso poder e amor, meu filho.
          Admirar as obras do Senhor e glorificá-lo é também uma forma de ter ou desenvolver um relacionamento profundo com o Deus criador. Ore comigo assim: Oh! Papai querido, Criador dos céus e da terra. Que eu e meu irmão nunca percamos a sensibilidade de reconhecer os teus feitos. Ajude-me a levar pessoas que ainda não te conhecem a fazer o mesmo. Amém!   

Por 

Pr. Gilmar Tavares Reis

Nenhum comentário:

Postar um comentário