terça-feira, 9 de novembro de 2010

HIPOCRISIA E AUTO-ENGANO



“E ele, respondendo, disse-lhes: Bem profetizou Isaías acerca de vós, hipócritas, como está escrito: Este povo honra-me com os lábios, mas o seu coração está longe de mim” (Marcos 7:6)

Quanto desgosto a Igreja poderia ter evitado, se os cristãos tivessem perseverado naquilo que as Escrituras nos ensinam sobre uma verdadeira experiência de salvação! Jonathan Edwards comenta dizendo: “As Escrituras nos dizem para julgamos a nós mesmos e aos outros nesse assunto, principalmente pelo fruto da obediência cristã prática”. Se ao menos tivéssemos nos detido nisso, a hipocrisia e auto-engano seriam expostos de modo mais poderoso que qualquer outro meio.
Isso nos salvaria da confusão sem fim causada pelas teorias feitas pelo homem sobre o que deveríamos estar experimentando. Evitaria que os cristãos negligenciassem a santidade da vida. Encorajá-los-ia a mostrar seu cristianismo pela beleza de sua conduta e não pelo constante declarar de suas experiências. Amigos cristãos conversariam sobre suas experiências de modo mais modesto e humilde, procurando edificar e não impressionar uns aos outros. Muitas oportunidades de orgulho espiritual seriam extirpadas, para a frustração do diabo. Pessoas mundana, profanas parariam de rir ou caçoar do cristianismo e prestariam atenção a suas pretensões, quando vissem as vidas dos crentes.
E assim, a luz dos cristãos brilharia perante os homens e outros veriam suas boas obras e glorificariam a seu Pai nos céus!

Por 

Pr Gilmar Tavares Reis

Um comentário: